Angela Gallo- Vamos mudar a maneira como todos nós vemos o parto Artigos

~ tradução pelas Mães d’Água ~

Fotos cruas de mulheres em trabalho de Parto para mostrar que o nascimento não é “sujo”.

Angela Gallo é uma doula e fotógrafa de partos que tem uma missão. Gallo é mãe de dois filhos e está a tentar mudar a visão que a sociedade tem do parto. Ela não só ajuda as mulheres em trabalho de parto, mas fotográfa-as nos seus momentos mais íntimos.

Angela Galo - 6

 

“As pessoas são bombardeadas com informação negativa que é quase sempre exagerada ou imprecisa”, disse ela ao The Huffington Post. “Essas ansiedades levam-nos a um sistema que aposta no medo ou na dúvida. Nós esterilizamos o parto e retiramos-lhe a humanidade… Eu quero que cada grávida que encontre estas imagens, pense: ‘Oh, espera. Este não é o tipo de parto que eu costumo ver. Talvez eu não precise de ter medo. Talvez eu possa fazer as coisas de forma diferente. Talvez haja uma maneira melhor.'”

Angela Galo - 5

Gallo, que recebeu uma menção honrosa em 2016, no Concurso de Fotografia anual realizado pela Associação Internacional de Fotógrafos de Parto, capta as experiências transformadoras por que as mulheres passam durante o trabalho de parto.

“O parto para mim, é uma das experiências mais verdadeiras e humanas da vida”, disse ela. “Para ser capaz de capturar aqueles poucos momentos em que um bebé pode existir entre dois mundos, eu tenho a oportunidade de fazer parte e desempenhar um papel dentro de um quarto com uma energia poderosa e cheia de amor. É literalmente um sonho.”

Angela Galo - 4

Gallo está a juntar dinheiro através de uma campanha “Indiegogo” para ajudar a financiar um projecto de seis meses, onde ela irá viajar à volta do mundo para fotografar a gravidez e a maternidade em várias culturas.

Angela Galo - 2

Angela Galo - 3

Ela vê uma mudança a acontecer na forma como as pessoas vêem o parto e o nascimento em todo o mundo. “A percepção muda drasticamente de um lugar para outro, de pessoa para pessoa”, disse ela. “Mas muitas pessoas continuam a acreditar que a gravidez e o parto são terríveis ou nojentos. Eu tenho que apagar comentários negativos na minha página todos os dias. E sim, torna-se frustrante. Mas, em geral a resposta é extremamente positiva. Sinto uma enorme mudança de paradigma a acontecer com este trabalho.”

 

Para ver mais sobre o trabalho dela pode seguir a sua página no Facebook.

 

Fonte


Um coletivo de mães que fomentam o Parto na Água em Portugal.