Fases Holísticas do parto (última) Artigos

~ Texto original (quarta e última parte) por The Matrona,
tradução livre de Catharina Didelet e Joana Fartaria ~ Maes d’Agua ~

DESFECHO
(POS-PARTO IMEDIATO, NASCIMENTO DA PLACENTA)

Cerca de trinta minutos depois do parto, a mãe vai dirigir a sua atenção para a sua placenta. Nesta fase, a placenta saiu do útero e está na sua Yoni (vagina). É facilmente parida nesta altura sem grande complicação ou preocupação. A parteira pode segurar a bacia e ajudar a mãe a posicionar-se para libertar a placenta.
A mãe teve o seu tempo para criar os laços iniciais e comunicar com as pessoas que ama e agora tranquiliza-se para amamentar e se fortalecer com algo de beber e comer. A família está estável e segura. Porventura neste momento a parteira já terminou de observar o bebé e pode oferecê-lo aos pais antes de se retirar.
Os bebés tendem a estar alerta durante mais ou menos a primeira hora depois do parto. Depois disso geralmente caiem num sono profundo, tendo sido amamentados e amados. A Mãe pariu a placenta e recebeu carinho e reconhecimento de quem ama. É agora tempo, depois de cerca de uma hora e enquanto o seu bebé dorme, do profissional de apoio ao parto regressar e assistir a mãe com as alterações no seu corpo e o sangramento. A Mãe pode querer tomar um duche e examinar a sua zona íntima, o quarto onde decorreu o parto está arrumado, fazem-se telefonemas. Talvez a mãe peça mais comida e queira conversar, talvez queira descansar. Enquanto este fechar do círculo acontece, mãe e parceiro aproximam-se e preparam-se para envolver o seu bebé, e a si mesmos, num sono profundo.
A parteira dá tudo por concluído, enquanto aponta as suas notas ou fecha os olhos numa vigília silenciosa.

image

TECENDO A HISTÓRIA
(POS-PARTO)

Durante os dias e semanas seguintes o vórtex continua aberto.
Mamatoto (1) …. mãebebé… estabelecem a sua relação e o seu ritmo. O estado alterado ainda é visível mas começa a fechar-se. A velocidade a que se fecha depende de quão cedo a mãe regressa à sua realidade quotidiana. Durante esta altura, a família e a equipa de apoio revisitam os eventos do parto. Esta é uma fase crucial para testemunhar e articular a viagem de cada um.
A Mãe tem a oportunidade de rever o seu estado alterado de consciência com os seus companheiros e de materializar a sua sabedoria. O Parceiro é incorporado nas experiências e os pais partilham os seus conhecimentos.
O tecer da história continua para sempre. As famílias e a equipa de apoio ao parto formam um laço especial e à medida que o tempo passa e a criança cresce, muitas vezes a sabedoria do parto continua a ser revelada e compreendida. Estar presente no pós-parto com as famílias é tão importante quanto estar presente durante a gravidez e o parto. Para além disso, esta é a fase em que os pais partilham comigo o que funcionou e o que não funcionou para eles. Esta é uma altura de comunicação aberta e simples onde os pais me ensinam como ser melhor parteira.
À medida que continuo a ser facilitadora de mulheres e famílias no parto, mais me é revelado. Desde que abandonei as ideias pré-concebidas sobre o parto, e testemunhei o que realmente acontece, que as mulheres se sentem livres e encantadas de partilhar um novo paradigma comigo. E apesar de ter consciência de que esta experiência e visão do parto não representa a maioria dos partos hoje em dia, esta é a minha experiência e a experiência de muitas das mulheres que acompanhei. Como uma eterna aprendiz de partos, ofereço-lhes o meu “obrigada”.

(1) Mamatoto é uma palavra suaíli que significa “mãebebé”, reflectindo o conceito de que mãe e filho não são duas pessoas separadas, mas sim um par interligado.

 

Foi um enorme prazer traduzir este texto e ele foi apresentado em quatro partes para facilitar a leitura, podes ler aqui a Primeira Fase, Segunda Fase, Terceira Fase.

Carinho nosso.

 


Um coletivo de mães que fomentam o Parto na Água em Portugal.