A filha tornou-se mãe Inspirações / Ser Mãe

Era uma vez…

uma filha que se transformou em mãe.
A mãe passou a ter que aprender a ser avó, a filha passou a ter que aprender a ser mãe. As duas passaram a ter que reaprender as suas relações, sabendo que nada nunca mais seria o mesmo.

A filha que agora era mãe sentia que precisava de fazer as pazes com a mãe que agora era avó. Precisavam de se tornar mulheres amigas, independentemente de quem eram e da história que as levava aquele momento.

Sentia que as estações passavam muito depressa umas seguindo as outras. Os cabelos brancos apareciam e as linhas dos olhos ficavam cada vez mais marcadas. E um dia, já não muito longe do dia de hoje, ela ia ver-se como avó e já não seria mais a filha.

A filha, que agora era mãe, sentia que o tempo passava, passava rápido por ela, passava rápido pelo filho, passava rápido pela mãe. E ela não queria perder um segundo que fosse, um segundo do filho que crescia a cada respiração, um segundo da mãe que envelhecia a cada respiração.
Ela queria guardar no seu coração cada momento, cada recordação. Queria abraçar a mãe que tem e aprende-la na mãe que é.

(imagem de Chanel Baran


Apaixonada pelo processo de desenvolvimento humano. Apaixonada pelo Yoga. Apaixonada pelo parto. Apaixonada pela Vida. Sou Mulher. Sou Mãe. Sou Alma.