[Relato de parto #28] Michelle Matos Relatos

Aquele domingo de primavera tinha um ar diferente…

Tudo parecia mais bonito.
A ansiedade pela chegada da Irene tinha dado lugar a uma paz inexplicável…

Comemos pizza juntos e fui dormir…

Às 3h da manhã senti uma vontade enorme de fazer xixi, e, como de costume (quem não se lembra das tantas vezes em que nos levantamos de noite durante a gestação?) me levantei e fui.
Assim que deitei na cama, senti uma forte dor nas costas. Chamei Tiago. Ele quase não acorda. Chamei mais alto. Ele deitou ao meu lado, massajou minhas costas.

Falei: “Chegou a hora de ver nossa Irene”

Eu tinha certeza que era a hora.
Ele pediu para dormir mais um pouco e eu insisti para ele ligar para a doula e parteira. Assim ele fez.

Fui para chuveiro. As dores se intensificavam.
Pedi para ele contar os minutos, ele e a parteira falavam por mensagens.
Logo a água do chuveiro me irritava.
Saí… Nisso chegaram a doula e a parteira.
Vomitei.
Fui para bola de pilates…
As dores vinham… Massagem da doula.

img_5434

Alice acordou e eu lhe disse: “Chegou a hora de conhecer a irmãzinha!”
Senti uma enorme vontade de ir ao banheiro. Fui e não veio nada.

Parteira resolveu encher a banheira.
Me sentia muito confortável com os joelhos no chão e braços na cama, de quatro apoios… Mas de repente, nenhuma posição me agradava mais… Nada podia me tocar…
Calor… muito calor…
Ouvia os pássaros já cantando anunciando que a manhã estava chegando.
Banheira.
Relaxei…

Porém, logo as contrações começaram a acusar que estava perto do expulsivo!
Uivei, gritei.
Tentei força sem gritar, era pior.
Calor.

Desisti, “Vocês não entendem que ela não vai nascer?”

Senti o círculo de fogo….

“Mais duas forças e ela nasce”!
“Sente ela.”
“Não quero!”
Senti… seus cabelinhos…

A força do marido e suas mãos me faziam me sentir mais segura… ele tinha de estar ali ao meu lado, segurando minha mão… Eu precisava da força dele para fazer a minha força!

img_5433

Força.

E assim, ao som de “Da Entrega” d’O Teatro Mágico, conheci o rostinho da menininha mais linda que já vi!

img_5435 img_5437

Nos paqueramos.
Alice e Tiago choravam.
Doula e parteira (lindas) comemoraram!

Fomos para quarto.
Placenta veio! Linda!
Papai cortou o cordão!

Doula me amou, abraçou e acolheu…
Alice relaxou…
Parteira amparou e cuidou da minha flor…

Irene nasceu dia 29 de setembro, às 6:37h da manhã…
Dias dos Arcanjos, Primavera, Lua Crescente.

Parir….
Não existe nesse mundo nada mais magico que isso… E isso feito rodeada de pessoas tão especiais, e da maneira que deve ser, é único.

Sou parideira! Sou leoa!


Um coletivo de mães que fomentam o Parto na Água em Portugal.