Entrevista com Mia Cristal Entrevista

Fomos conhecer a Mia Cristal. Criadora de peças lindíssimas, repletas de um imaginário que quase parece saído de Avalon, a Mia consegue realçar a magia dos cristais de uma forma muito especial! Ela desvendou-nos um pouco da sua arte e do seu trabalho.

Começava por te pedir uma breve apresentação tua. De onde vem a Mia Cristal (que nome particular), e quando surge este trabalho de artesã na tua vida?

img_6274

A Mia Cristal nasceu de um sonho… De uma grande vontade de aliar a arte ao meu caminho espiritual e a algo que me realizasse profissionalmente.
O gosto pelas Artes cresceu comigo
desde sempre e, após ter estudado artes no secundário, o meu sonho era entrar para a Faculdade de Belas Artes, mas infelizmente financeiramente isso não foi possível, e após o secundário entrei para o mercado de trabalho. Mas em paralelo sempre me fui desenvolvendo espiritualmente, adquirindo conhecimentos aqui e ali, entre livros e documentários, entre partilhas com outras pessoas com quem tive a benção de me cruzar na vida.

A determinada altura comecei a questionar-me sobre muita coisa na minha vida que já não fazia sentido, o trabalho foi uma delas.

E como este Universo é mágico, está sempre certo e sempre a oferecer-nos lições e bençãos – é só preciso estarmos atentos e preparados para aceitar todas as mudanças e ciclos – a mudança que eu tanto pedi chegou.

Estive um tempo desempregada, e foi um tempo em que me pude centrar em mim, nas minhas questões interiores e em descobrir como poderia sentir-me mais realizada profissionalmente. Não foram tempos fáceis, ainda estava a descobrir-me e a resgatar o meu poder pessoal e ao mesmo tempo levar com um mundo exterior que exige tanto de nós, não foi fácil.
Mas novamente o Universo mostrou-me o caminho e eu conheci uma pessoa que me ajudou imenso no meu processo de auto-conhecimento e a enraizar, fez-me ver o quanto é importante estruturar um sonho/ um projecto/ um trabalho. Eu sabia que queria aliar a arte à espiritualidade, e com isso ajudar outras pessoas, mas eu não fazia ideia de como chegar lá. Eu explorei vários caminhos, um deles foi a pintura – que podem ficar a conhecer através da minha página Mia.Art – e depois vieram os Cristais! E aí sim a “Mia Cristal” começou a tomar forma, primeiro criando pendentes de cristal muito simples mas quanto mais ia resgatando o meu poder pessoal mais os Cristais foram “falando” comigo, ou mais eu os sabia ouvir.

Acredito que a Arte vem do nosso Eu mais puro, mais selvagem, e quanto mais descobria a minha essência e quanto mais consciente do mundo à minha volta me tornava, mais os Cristais tomavam forma (formas).

Resumidamente foi este o meu caminho até à Mia Cristal que conhecem hoje, e que continua a crescer.

img_6281
Vejo nas tuas peças muito trabalho com o Sagrado Feminino. Qual é a tua visão sobre isso? Falas-me um pouco delas, por exemplo das tuas Deusas?

No meu trabalho acabo por honrar muito o Sagrado Feminino na medida em que a maioria das minhas peças são criadas para empoderar mulheres – como as Guardiãs de Cristais, as Deusas e Xamãs – para que as mulheres que as acolhem sintam a conexão com a Mãe Terra, com nossas raízes e ancestrais em conjunto com a energia de cura dos cristais. Mas também crio peças que honram o Sagrado Masculino, e já percebo que eles também têm mais abertura para aceitar e honrar o seu Sagrado Masculino e Feminino.

 

 

 

img_6279

 

As tuas peças são Lindas (sou uma fã do teu trabalho), como criadora e artesã, de onde surge a tua inspiração?

Obrigada!!
A minha inspiração vem da minha paixão pela arte, paixão pelos Cristais e claro a Mãe Terra que tanto me inspira na forma que dou às minhas peças.
A minha inspiração também vem de todo o carinho que recebo acerca do meu trabalho, inspira-me e motiva-me muito para continuar.

 

 

As Mães d’Agua apaixonaram-se pelo teu trabalho e criaste até duas peças exclusivas para nós, qual a simbologia, símbolos e poder por detrás do que criaste?

Deixa-me uma vez mais agradecer o vosso convite para integrar neste projecto tão bonito. Senti-me desde logo lisonjeada.

Quando me propuseram criar duas peças exclusivas para o vosso projecto fez todo o sentido para mim. Uma vez que crio peças que têm ligação com o sagrado feminino essa energia está ligada à fertilidade e também à maternidade e ao parto, fazer a ligação e criar peças com essa energia foi muito fácil.
Escolhi dois cristais que têm a ver com a feminilidade e que de alguma maneira a energia deles ajuda na maternidade.

O Quartzo rosa ~ que entre outras propriedades de amor e cura, ajuda na criação de laços entre a mãe e o bebé durante a gravidez.

img_6316
A Ágata musgo ~ de entre todas as suas propriedades destaco a da ligação à terra, que pode auxiliar muito durante o parto.

img_6315

img_6287

 
Acho que já te disse isto… tu fizeste-me uma Deusa com um Quartzo Rosa, e das coisas que eu tinha preparado para levar para o meu parto, nada foi comigo, só essa Deusa porque era o que eu tinha comigo nesse dia!

Que bom! Tenho a certeza que era o certo, e que te ajudou!

Tenho o privilégio de já ter ouvido histórias tão bonitas e curiosas que têm acontecido com as pessoas que acolhem as minhas peças. Especiais mesmo, como a tua. Recebo quase todos os dias testemunhos de pessoas que sentem a energia dos cristais e que de alguma maneira essa energia lhes toca, mas também que sentem todo o amor que coloco ao criar as peças.
Desde já agradeço o carinho de todos.

 

img_6280
Algumas peças tuas, para mim, parecem quase meditativas, tanto na execução como no seu poder, consegues falar do teu processo de criação?

O meu processo de criação começa com os cristais, na escolha… no sentir… o que é que cada um me diz e como cada um quer tomar forma.
E sim, é um processo meditativo! Porque medito por uns minutos com cada cristal antes de me deixar levar pela intuição e por todo o processo criativo.

Depois de fazer essa pequena meditação e de colocar todo o material para o trabalho na mesa – e uma música zen para relaxar – desligo o mundo exterior e ligo o interior e tudo flui. Quase sem pensar as peças vão ganhando forma. Primeiro centro-me no cristal depois deixo fluir a criatividade.
Por isso se sente essa energia meditativa. E fico feliz por isso porque é o que se passa na realidade.

 

img_6285
Consegues contar um pouco “a história” da tua paixão pelos cristais?

Bom… eu acho que começou a par com a minha caminhada espiritual, com o meu despertar para o mundo holístico.

Através do conhecimento de várias terapias entre elas a Cristaloterapia a curiosidade pelos cristais e os seus poderes curativos começou, e é quase impossível não nos apaixonarmos pela sua beleza também, quanto mais aprendia sobre estes seres tão especiais mais me apaixonava e mais coleccionava.

Neste momento já tenho uma colecção considerável (risos), é cristais por todo o lado da casa. E claro, além de estarem por toda a casa tenho sempre comigo alguns.
Quanto mais os estudava e mais me apaixonava, mais pensava: porque não trabalhar com eles? – até para que estes instrumentos tão preciosos cheguem a mais pessoas.

 

img_6286
Os Cristais podem ser usados de forma terapêutica?

Sem duvida! Acredito que desde que foram descobertos que foi também sendo descoberta a sua função terapêutica.

Já em civilizações muito antigas como a mística Atlântida, povos como os Maias, Incas, Gregos, Romanos, Egípcios, Hindus… os cristais foram considerados sagrados. Começou-se a perceber que realmente a energia que eles imanam nos pode ajudar energeticamente, equilibrando-nos.

 

 

 

img_6277

Que pedras aconselharias para a gravidez e para o parto?

Para acompanhar durante a gravidez aconselharia por exemplo o cristal Quartzo Rosa que já falei numa pergunta anterior (cristal com a qual criei uma das Guardiãs para o vosso projecto Mães d’Água), sendo um cristal do amor incondicional vai ajudar no laço entre mãe e filho durante e depois da gravidez.
Para acompanhar durante o parto aconselharia a Ágata Musgo que também já falei numa pergunta anterior (cristal que também utilizei para criar uma das Guardiãs Mães d’Água) porque é um cristal com ligação ao nascimento, diminui a dor e assegura um bom parto, é um dos cristais mais conhecidos entre as parteiras.

Mas existem também outras pedras que posso aconselhar, como a Crisocola, a Pedra da Lua, a Amazonite, a Unakite e a Rodonita que entre outras propriedades são cristais que favorecem o equilíbrio emocional durante a gravidez.

Já a Malaquita, a Hematite, o Olho de Tigre e a Esmeralda são exemplos de cristais que podem facilitar o parto e a amenizar as dores.

img_6282
Para potenciar a fertilidade, existe alguma pedra que seja mais propícia?

A Cornalina é um dos meus cristais favoritos e um dos cristais mais indicados para a fertilidade.
Sendo um cristal indicado para o Chakra Sacro (sexual) é um cristal conhecido por ajudar no bom funcionamento dos órgãos reprodutores femininos e pelo seu poder de aumentar a fertilidade.

 


Podes explicar o que é a pedra parideira?

Sim. É uma raridade no mundo, julgo que só existe na Rússia e em Portugal, na Serra da Freita, em Arouca.
As pedras parideiras são nódulos que se soltam da rocha “mãe”. Tenho o privilégio de ter uma que me foi oferecida.

É assim uma maravilha da natureza.
Diz-se que é um dos símbolos da fertilidade, conta-se que as mulheres com dificuldade em engravidar colocavam uma destas pedras debaixo da almofada.

img_6275
Nas Mães d’Água vemos todos as mulheres como forças criadoras, sempre como “mães” de alguma coisa. Como vês tu a maternidade?

Eu associo a maternidade à capacidade que cada um tem de gerar ou criar algo, ou até lutar por uma causa.

Quando fazemos nascer uma peça de arte, escrevemos um livro, fazemos música ou criamos um negócio estamos a ser pais de algo e que nasceu antes de mais dentro de nós.

Somos todos mães e pais de algo, mesmo que não tenhamos gerado um filho”, li eu num artigo na internet à pouco tempo e para mim faz todo o sentido.

 

img_6276
Como mulher, o que pensas do parto na água?

Para mim é um dos partos mais humanizados e cada vez mais é uma escolha consciente para muitas mulheres que querem ter o seu bebé no seu lar junto das pessoas que mais amam e acompanhada por uma equipa que lhes dá toda a segurança para terem um parto no mínimo mais tranquilo.
Deixa-me dizer-te que conheci o parto na água há muitos anos atrás através de um vídeo no youtube chamado Sacral Birth da companheira do conhecido Físico Nassim Haramein, impressionou-me muito! Ainda bem que cada vez mais é uma prática conhecida.

 

Finalmente, onde podemos conhecer mais sobre sobre o teu trabalho?

img_6284

Podem conhecer o meu trabalho através do meu perfil pessoal Mia Cristal e na minha página Mia.Art onde exponho algumas telas de pintura.

Agradeço de coração o convite para esta entrevista. Foi um prazer poder contar um pouco da minha história, do meu trabalho para que as pessoas possam ficar a conhecer mais um pouco da Mia Cristal. Espero também ter ajudado no aconselhamento de alguns cristais que possam ajudar mulheres e suas famílias no momento transformador que é a gravidez e parto.

E muito sucesso para o vosso projecto lindo!!


Apaixonada pelo processo de desenvolvimento humano. Apaixonada pelo Yoga. Apaixonada pelo parto. Apaixonada pela Vida. Sou Mulher. Sou Mãe. Sou Alma.