Óleo de abacate ~ gestação, parto e pós-parto Coluna Humaniza-te

O fruto tem origem tropical e é suculento e gorduroso. Pode ser consumido em forma de doces ou salgados mas está também presente em muitas receitas caseiras de beleza. Cá em minha casa sempre usamos a polpa amassada para hidratar os cabelos, algo que passou de geração em geração como “segredinho de beleza”.

Há não muito tempo este óleo, tomado internamente, também ficou conhecido como sendo um suplemento poderoso por auxiliar no emagrecimento, no controle de colesterol, por melhorar a tensão pré menstrual, controlar a diabetes e mais uma infinidade de outros benefícios.

Hoje vamos falar do uso deste óleo vegetal – Persea americana – extraído a frio das sementes do abacate, e do seu uso externo.

Este óleo é extremamente fino, ou seja, penetra com muita facilidade na pele e pode ser utilizado sozinho ou com óleos essenciais, em massagem terapêutica.

~ Na gestação: por ser um excelente anti-oxidante e estimular a produção de colágenos, é um maravilhoso auxiliar na hidratação da pele e na prevenção das temidas estrias.
Melhor ainda que o óleo de amêndoas (na minha opinião) por ser um óleo fino, de rápida absorção e praticamente inodoro. Pode ser utilizado também para hidratar o períneo principalmente após 32 semanas de gestação para prepará-lo para o parto e facilitar a elasticidade dos tecidos (inclua-o na massagem perineal vide texto sobre Cuidados com o Perineo aqui no site)

~ Durante o parto: o seu uso em massagens é o meu favorito, podendo ou não ser utilizado com outros óleos terapêuticos essenciais – vai depender do gosto da gestante, mas deve certificar-se sempre que escolhe óleos apropriados para esta fase, um curso de aromaterapia é sempre bom, ou, na dúvida, utilize-o sozinho.

~ No pós parto: além de ajudar na recuperação dos tecidos pode ser também utilizado nos cabelos em forma de máscara para ajudar no tratamento dos fios que ficam naturalmente mais frágeis no período de amamentação por causa das alterações hormonais.
Pode aplicar em pequenas quantidades semanalmente, massajando no cabelo seco desde a raiz até às pontas até sentir que foi absorvido, podendo deixar para lavar no dia seguinte.

E você tem alguma receita mágica com o óleo de abacate? Partilhe comigo!

Uma linda semana para todas.

Carinho meu,
Gláucia Figueiredo

(imagem de Camilla Albano)


Mãe de Lenin e Manuella, Doula, Terapeuta Corporal, Instrutora de Yoga com foco em Gestantes e Crianças, da Associação Internacional de Ecologia Feminina,desenvolve e aplica projetos na área, workshops e atendimentos individuais desde 2008.