Projecto “Nós Madalenas”, São Paulo Coluna Humaniza-te

Conheci Maria Ribeiro num evento sobre a Alma Feminina, em São Paulo (Brasil), o projeto “Nós Madalenas”.

IMG_7345

Aqui vou compartilhar um pouco de nossa conversa, uma dissertação, uma degustação do projeto, e uma pontinha mínima do que é esse ser maravilhoso que o colocou à nossa disposição.

O projeto é uma retratação simples, e ao mesmo tempo extremamente profunda e sensível, de nós, mulheres atuais, e da forma como a visão dos mídia nos distancia de nós mesmas e se conecta com a forma machista de ver o mundo e a nossa imagem.

Nossos corpos tratados como produtos, “belezas” inatingíveis, inclusive pelas próprias pessoas que estão ali, em forma de imagem, retratadas de forma distorcida.

Maria, em nossa conversa, com experiência de causa, afirma:

“Essas pessoas são reais, suas imagens nos outdoors não existem, são uma produção irreal, frutos de maquiagem, luz, e manipulação digital (….) da modelo mais fotogênica à mais “adequada” aos padrões, todas possuem rugas, marcas, estrias e celulite…”

Sua trajetória profissional a levou para um estágio de produção audiovisual onde trabalhou com publicidade, que a fez questionar o que essas imagens (que ela produzia) estariam causando nas mulheres.

 

“Elas estão fazendo as mulheres se odiarem, odiarem seu próprio corpo, eu inclusive, e isso causa uma quantidade de consequências inimagináveis. Uma mulher que não se acha bonita o bastante não se acha merecedora o bastante, capaz o bastante, confiante o bastante para realizar milhões de coisas na vida.”

O corpo da mulher ainda é um tabu, não temos referências.
Pesquisas dizem que 92% das mulheres estão insatisfeitas com os seus corpos, no Brasil a indústria da cirurgias estéticas aumentou 97,2% nos últimos quatro anos e ficamos apenas atrás dos EUA.
Projetos como esse não estão aqui somente para decorar paredes de galerias e servir de fundo para conversas profundas. Urge a desconstrução deste “padrão de beleza” vigente!

Já em contato com o feminismo, cita uma frase do livro de Naomi Wolf ~ “O mito da Beleza”
“A obsessão com a estética feminina não é uma obsessão com a beleza feminina, mas sim com a obediência feminina (…) a indústria da dieta tem sido o mecanismo de manipulação mais poderoso no mundo das mulheres, pois mulheres mal nutridas são passivas, insanas, e muito fáceis de serem controladas.”

Dessa inquietação nasceu o projeto “Nós Madalenas”, uma série de fotos artísticas que retratam mulheres reais, que escrevem em seus corpos, com batom, palavras que representam, para elas o feminismo, o feminino, suas histórias… Um ensaio artístico de mulheres reais.

IMG_7333 IMG_7334 IMG_7335

Desistindo de sua carreira publicitária, Maria seguiu sua intuição e se dedicou à produção deste conteúdo, inicialmente com apenas as fotos em um tumblr mas que logo viralizou na internet, e lhe trouxe a oportunidade de fazer deste ensaio um livro.

Não foi fácil, foram dois anos de dedicação, mas o livro está aí, e a exposição também!

IMG_7336 IMG_7337 IMG_7338

Nesses dois anos, o processo em si trouxe muita desconstrução e muita quebra de paradigmas,

“A Maria que começou não é a mesma Maria que está aqui hoje (…) mas é um processo contínuo.”

Hoje Maria se dedica ao “Nós Madalenas” e outros projetos autorais cheios de identidade e com forte representação feminista, e este ano foi convidada pela Onu Mulheres para criar um storytelling na CSW61 (2017) Commission on the Status of Women.

IMG_7339 IMG_7340 IMG_7341

Para maiores informações consultem AQUI

Maria é uma inspiração, uma pessoa doce e forte ao mesmo tempo, que se prestou a colaborar com o empoderamento e crescimento de outras e, consequentemente, de si mesma.

“Uma mulher que não se ama não pode ser livre”.

IMG_7342 IMG_7343 IMG_7344

Esta semana este convite a conhecer e colaborar com o trabalho dela, a questionar-se, a conhecer melhor o “Eu”, a usar o nosso tempo, energia, potencial e poder para nos libertarmos a nós mesmas e a outras, expondo nossos questionamentos…
Juntas, sim. Neste trabalho não estamos sozinhas.

Gratidão.

Uma ótima semana para todas.

Carinho meu,
~ Gláucia Figueiredo


Mãe de Lenin e Manuella, Doula, Terapeuta Corporal, Instrutora de Yoga com foco em Gestantes e Crianças, da Associação Internacional de Ecologia Feminina,desenvolve e aplica projetos na área, workshops e atendimentos individuais desde 2008.