O Sexo é caminho para o Sagrado Especiais

Fazer amor sagrado o que é? Na igreja em vez de ser na cama? É preciso benzer antes? Há alguma oração recomendada? Alguma hora do dia… ou posição melhor..?

😀

Sexualidade + Sagrado
Quantas pessoas ainda se chocam, ou pelo menos se surpreendem, com esta ligação de palavras?

Mas…
Sabias que os templos mais antigos, na Índia, tem o seu exterior revestido de estátuas eróticas (simbolizando que só pela passagem da experiência do corpo, e do sexo, se pode atingir o plano espiritual)?

Sabias que o mais celebrado livro sobre sexo, o Kama Sutra, foi escrito para ajudar, sexualmente, relações em que não há Amor (partindo do princípio de que se este existe, a ligação sexual só pode ser perfeita)?

Sabias que o Tao é uma prática que acredita que nos nossos órgãos sexuais vive o segredo do prazer, sim, mas principalmente da saúde, da vitalidade, da auto cura, da longevidade?

Sabias que o Tantra, mais do que um caminho para o orgasmo físico, ele é uma ferramenta para a libertação da mente? A libertação, o perder-se, o mergulho no desconhecido, numa espécie de “morte”?

Sabias que o orgasmo é a meditação mais acessível a todos nós, aquela em que mais de nós mergulhamos? (Sim, “mergulhar”, há lá orgasmo sem essa entrega, essa coragem, esse salto para o desconhecido? Não há. Orgasmo exige intensa presença e foco no Agora, e coragem de deixar ir…)

Sabias que do sexo nasce a concepção? Isso sabias, de certeza. Ao menos isso não puderam esconder de nós.
Mas que união é essa, em que concebemos? Mais do que as condições (posições, espaços, relação entre os envolvidos…) em que estado de espírito estamos quando nos unimos no Amor Físico?

A presença, a entrega, a alegria, a beleza, a visão criativa, são o que une a sexualidade à espiritualidade, ao Sagrado.

Sabias que o Sexo é caminho para o Sagrado?

Várias culturas representam o sexo como algo sujo, baixo e pecaminoso, e nós perguntamos: como pode isso ser?
Como pode o esperma, o sangue, o óvulo, as mamas… ser temas tabu, escatologicos, conversados apenas em segredo, nas casas de banho ou nos vestiários?

Sexualidade Sagrada é a capacidade fértil da Mãe Terra;
A magia da criação no ventre de uma mulher;
E o sonho puro no pensamento de um homem.
Sexualidade Sagrada é a capacidade que o Sol tem de Brilhar; a Lua, de iluminar; e a Chuva, de molhar (com o cheiro inebriante que só a Terra pode dar).
Sexualidade Sagrada é o beija Flor penetrando uma Rosa; um falo erecto de uma Flor Copo de Leite; a cor vermelha de um hibiscus e o cheiro a Mar num corpo suado.

Não saber, sentir, ou ver assim a sexualidade Sagrada não é desconhecimento, falta de estudo, ignorância ou sequer tabu. Não.
É esquecimento.
Muito disto está esquecido, estamos aqui para lembrar…

No mês de Junho vamos dedicar-nos ao tema da sexualidade Sagrada, e queremos saber (aliás adorávamos mesmo que nos respondesses): o que é PARA TI, a sexualidade Sagrada?

Escolhemos Junho, e o calor do Verão que aí vem, para celebrar esta união amorosa. Assim, em sagrado.

Celebras connosco?

 

Acreditamos que cada Mulher merece ter pelo menos UMA Roda de Mulheres na sua Vida, por isso… Junho vem cheio de oportunidades de sentar em círculo, com as mães d’água!!

~ As Rodas com as mães d’água não são exclusivas para mães que pariram na água, ou sequer exclusivas para mães.
Cada Roda tem suas especificidades, e público alvo, agradecemos confirmação de detalhes nas páginas dos eventos criados na nossa página no facebook, e confirmação de presença para os endereços de e-mail partilhados aqui. ~

RODAS confirmadas para Junho:

Zona de LISBOA

~ Setúbal (espaço Fisiohadme), dia 17 pelas 17h30 – Roda com a mãe d’agua Inês Anjo e Ana Carina Portugal ~ Aberta a todas as mulheres. Vamos tratar o tema “Conhece a tua essência”.
Para participar nesta roda pedimos inscrição por e-mail – para o inesaoanjo@gmail.com – data limite, dia 16.

~ Carcavelos (Praia), dia 24 (honrando a Lua Nova) pelas 18h – Roda com as mães d’água Rute Ferreira e Joana Fartaria ~ Aberta a todas as mulheres interessadas.

Zona do PORTO

~ Porto (Quinta do Covelo), dia 20 pelas 17H30 – Roda com as mães d’água Marta Correia e Liliana Brandão ~ Aberto a todas as mulheres. Tema “Resgate da essência”.
Para participar nesta roda pedimos inscrição obrigatória por e-mail – para o kali_terra_fogo@msn.com – data limite, dia 19.

~ Porto (espaço SerYoga), dia 28, pelas 10h – Roda com mãe d’água Marta Santos Lima e com Susana Silva ~ Aberta a mães com bebés de colo. Tema “pos-parto”.

~ Porto (espaço Shambala), dia 30, pelas 19h – Roda com a mãe d’água Claudia da Silva ~ Aberta a mulheres e a homens, sozinhos ou como casal, que sejam pais ou que pretendam engravidar. Tema “Gravidez: Estado de Graça”.

*As Rodas são gratuitas, com convite a donativo livre.*

Vem sentar em Roda connosco!
Carinho nosso,
~ Mães D’água

(Imagem de Camilla Albano)


Um coletivo de mães que fomentam o Parto na Água em Portugal.