Reflexões sobre Ser Doula Ser Doula




~ imagem de Roberta Martins

Consegues sentar-te aos pés de uma mulher
que parece não estar pronta para ser mãe e saber que também ela é forte?

Consegues, depois de ter chegado demasiado tarde a um parto,
render-te à certeza de que era suposto acontecer assim?

Consegues cancelar os teus planos para um fim de semana romântico
para segurar a mão de uma mulher que escolheu induzir o parto
e confiar que Ela sabe o que está a fazer?

Consegues baixar a cabeça e rezar com a mulher que implora a Deus
que ajude o bebé a nascer, mesmo que não sejas religiosa?

Consegues chorar silenciosamente com ela
enquanto o seu coração e útero são cortados numa sala fria e estranha?

Consegues abandonar a sala silenciosamente
enquanto ela e o seu companheiro espiralam juntos, na água,
fazendo o trabalho sagrado?

Consegues permitir que a felicidade seja completa
e apenas deles, ainda que apenas por alguns minutos,
quando recebem o bebé?

Consegues olhar o Nascimento nos olhos
e permitir que as tuas questões fiquem por responder,
confiando que o caminho dela te levará também a ti, a Casa?

~ texto original do This Holy Work

#semanamundialdadoula2016





Um coletivo de mães que fomentam o Parto na Água em Portugal.