Entrevista com Marta Varela Entrevista

Uma mulher honesta, empática e com grande sentido de entreajuda. Por valorizar o seu lado feminino e perceber, desde cedo, a importância do respeito pela mulher, pela gravidez e pelo momento mágico e cru que simboliza o nascimento de um bebé, a Marta decidiu mudar os seus objetivos profissionais. Decidida a respeitar o ser humano no período mais importante da sua existência, estuda e delineia um curso de preparação para o parto:

É uma preparação com os três Rs: Respiração, Relaxamento e Relacionamento! É uma preparação muito em conjunto com o casal, eles aprendem a viver a gravidez e o parto de uma forma que não aprendem em nenhuma das outras!”

Convido-te a conhecer a Marta…

O que fazes profissionalmente, Marta?

Neste momento sou assistente dentária mas, trabalhei durante 11 anos como auxiliar médica numa clínica de ginecologia/obstetrícia. Lá pude aprender muitas coisas como, por exemplo, trabalhar com grávidas – que foi a melhor experiência que tive até hoje.

Em que consistem os cursos de preparação para partos?

A preparação consiste em melhorar a resistência e o bem-estar durante a gravidez; a reforçar o vínculo na relação mãe-pai-bebé e a recebê-lo.

Qual o propósito deste curso?

No meu ponto de vista é, essencialmente, a mulher aprender a ouvir o seu corpo e a viver o momento presente. Este é um benefício que só a água quente lhe pode proporcionar.

…Respiração… Relaxamento… Relação…”

De acordo com a tua experiência, quais as dúvidas mais frequentes dos casais?
Há algumas dúvidas, principalmente:

– se o pai pode estar com a mãe durante todo o processo de trabalho de parto; – se se pode estar dentro de água durante o parto ou se tem que sair;

– os pais querem, igualmente, saber em que locais podem tocar na parceira para as ajudar a aliviar as dores causadas pelas contrações.

E algumas mais que me vão sendo colocadas à medida que nos vamos conhecendo durante a preparação. (risos)

Que tipo de exercícios são ensinados? E quais os objetivos?
Os exercícios são variados e nunca os repetimos durante a preparação. A não ser que as grávidas demonstrem algumas dificuldades ou não gostem de algum em particular. Ou se acontecer o oposto: gostarem tanto de um exercício que já tenha sido feito.

Trabalhamos a Respiração com o auxílio dos pais ou companheiros(as) pois ajuda a aumentar a capacidade respiratória durante o trabalho de parto. É importante que seja mais profunda para que, ao inspirar, se exerça uma pressão contra a resistência da água.

Relaxamento e Relacionamento porque toda a preparação é feita pelo casal. O meu papel consiste, apenas, na explicação dos exercícios das posições corretas para serem praticadas.

Na tua opinião qual é a altura ideal para iniciar a formação?
A idade gestacional prevista a iniciar a preparação é entre as 22/23 semanas de gravidez. Pode continuar até ao fim sem qualquer tipo de problema. Isto se o médico estiver de acordo!

O curso está preparado para o casal? Ou mais vocacionado para a mãe/mulher?

O curso está vocacionado para o casal, como tinha mencionado anteriormente tem que ser feito com a grávida e acompanhante de confiança da mãe, salvo exceções em que vão sozinhas. Aí estou eu presente e faço com elas, também não me importo nada. (risos)

Casais com mais filhos podem levar a(s) criança(s) para as aulas? Há alguma actividade específica para eles participarem com os pais? Nunca pensaste nisso?
Não convém levar crianças ou melhor não aconselho porque a preparação requer concentração dos dois. Para além de que é um momento do casal e do bebé que está a chegar ! 

12186428_1034806726562061_4057266496779946894_o

Imagem de    Camilla Albano Fotografia

Iriam  distrair-se e, consequentemente, não aproveitariam o bem-estar da preparação. Sem falar que outros casais presentes acabariam por se distrair e seria uma grande confusão.

O que procuram os casais neste curso?
Os casais procuram uma preparação diferente, onde o pai esteja 100% presente e que seja dada atenção num momento onde fica sempre para segundo plano!

Na tua perspectiva saem com diferentes expectativas/ideias?
Na minha opinião acho que sim, que saem com espectativas diferentes para melhor, pelo menos é o que me têm dito por eles próprios!

Pessoas interessadas nesta formação como te podem contactar?
Neste momento fiz uma pausa por motivos de saúde e pessoais mas há um projeto que vai iniciar em breve. Contudo, podem-me contactar por e-mail – semari05@gmail.com!

O que te levou a investir nesta área profissional?
O que me levou a investir nesta preparação foi algo mais pessoal, o querer ajudar a mãe/mulher a ter um parto e uma gravidez mais feliz. Permitir que percebessem que podem escolher a melhor maneira para receberem o seu filho(a) – como se estivessem na sua própria casa com um ambiente familiar e tranquilizante com as pessoas que mais amam!!

Já houve alguma situação caricata nas formações que fizeste até agora? E emocionante?

Sim!!! A mãe sair zangada com o pai porque ele não parava de brincar com os rolos de flutuar.

A sério?

Sim Sim, não estás a ver! Foi mesmo zangada e quase não se falavam.

A emocionante foi uma senhora que queria muito fazer a preparação e não tinha dinheiro para pagar e eu ofereci as aulas. Ainda chorei bastante com a história de vida dela!

Lembras-te da Joana Fartaria? (Uma das fundadoras do nosso movimento)

Sim, perfeitamente.

Como foram as aulas de preparação pré-parto com ela?

As aulas com ela foram muito boas, ela era especial! Foi muito relaxante trabalhar com ela. A Joana tinha uma capacidade de se entregar deslumbrante!

Como mulher qual a tua opinião em relação ao parto na água? Escolherias essa realidade para ti? Porquê?
Na minha opinião acho que é um parto com muitos benefícios tanto para a mãe como para o bebé. Se estivesse grávida neste momento escolheria sem dúvida o parto na água mas, não em casa, só em meio hospitalar!!!

O estar em casa cria-me alguma ansiedade e desconforto. Pessoalmente tenho que saber que está tudo pronto do outro lado caso aja alguma eventualidade!

Que cor te descreve?
A cor com que me descrevo é uma mistura de duas, amarelo e rosa. Amarelo pelo sol, adoro dias de sol, enchem-me a alma. Rosa porque sou muito feminina e essa conjunção de duas cores fazem a cor salmão que eu adoro e pouca gente o sabe!

Em tom salmão termina esta conversa com a Marta, uma mulher de coração doce e grande, bem grande. Vem aprender a conhecer o teu corpo e a preparar-te para o momento mais feliz da tua vida. A Marta receberte-á de coração cheio.


Tenho muitos sonhos e não consigo descrever todos, mas há um que tento praticar todos os dias que é fazer as pessoas felizes e assim também eu sou feliz !!!!!”

378


Cátia é mãe, mãe d´água de coração! Adora o conhecimento acerca do funcionamento do corpo humano, desenhar e brincar com a sua princesa. A Cátia é AO, terapeuta de Shiatsu e de Chi Kung, Naturopata e amante das medicinas complementares. Ela defende que devemos aprender a conhecer o nosso corpo e viver em harmonia com ele e com a natureza.